Segurança no Campo

08 Agosto 2018
Author :  

Presidente da CNA e ministro da segurança pública instalam grupo bilateral sobre criminalidade no campo. Objetivo é desenvolver estratégias para melhorar a segurança e combater o crime no meio rural.

O presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, João Martins, e o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, instalam na próxima quarta (8), na sede da entidade, o Grupo de Trabalho Bilateral criado pelo ministério em parceria com a CNA para debater e sugerir soluções conjuntas de combate à criminalidade no campo.

A coordenadora do trabalho será a delegada Sandra Mara Guaglianoni Neto, que representa a Secretaria Nacional de Segurança Pública. O Grupo de Trabalho terá a participação de representantes do ministério da Segurança Pública e do Sistema CNA, com prazo de 45 dias, a partir da publicação da portaria, para apresentar o relatório final.

A iniciativa surgiu a partir da entrega do estudo da CNA sobre a criminalidade no campo, ao ministro Raul Jungmann, em maio desse ano. O estudo, desenvolvido pelo Instituto CNA, aponta o grave quadro de insegurança no meio rural e apresenta propostas para o combate e o efetivo enfrentamento de crimes que atingem produtores, familiares e trabalhadores rurais.

Para mapear casos como roubos de gado, assaltos e furtos nas fazendas, a CNA criou, em 2017, o Observatório da Criminalidade no Campo, que oferece aos produtores e aos trabalhadores rurais um espaço para relatos sobre a ocorrência de crimes comuns no setor rural.

211 Views
Jornal AgroNegócio

Jornal AgroNegócio 12 anos.

Login to post comments
We use cookies to improve our website. By continuing to use this website, you are giving consent to cookies being used. More details…